Press "Enter" to skip to content

Instrumentos de samba

Last updated on 19 de janeiro de 2022

Os instrumentos de samba podem ser divididos basicamente em duas categorias: Instrumentos de cordas e instrumentos de percussão. Nos instrumentos de cordas o mais tradicional e que dá a condução no samba é o cavaquinho, que é um instrumento originário do norte de Portugal, que mais tarde foi levado para outras localidades como Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Havaí e Madeira. Possui quatro cordas e tem o formato semelhante a um violão miniatura.


Outro instrumento muito usado nos gêneros do samba é o violão. Tanto o violão de seis cordas quanto o de sete cordas, formam com o cavaquinho, um conjunto harmônico que abrange todas as tonalidades, com destaque nos agudos para o cavaquinho e médios e graves para o violão. O violão de sete cordas, muitas vezes, faz a função do baixo, executando frases, conhecidas como bordões.

Vários podem ser os instrumentos de percussão empregados no samba, porém, não há como citar este gênero musical sem falar do pandeiro.
Instrumento musical que consiste numa pele esticada em uma armação (aro) estreita, que não chega a constituir uma caixa de ressonância.


São geralmente circulares e possuem platinelas duplas de metal enfiadas em intervalos ao redor do aro. Pode ser brandido para produzir som contínuo de entrechoque, ou percutido com a palma da mão e os dedos.


O pandeiro brasileiro deriva da pandeireta ou pandereta da Espanha e Portugal e veio a designar um pandeiro específico, de dimensões que variam de 8 a 12 polegadas, muito usado no samba e no pagode, mas não se limitando a esses ritmos, sendo encontrado no baião, coco, maracatu, entre outros, e por isso, considerado por alguns o instrumento nacional do Brasil.

Para completar o grupo percussivo, também conhecido como “cozinha”, um grupo de samba também conta com variados instrumentos rítmicos , como o tantã ou rebolo, o surdo, o repique de mão, o reco reco e o tamborim. Em casos específicos, utensílios variados podem ser utilizados para dar um toque especial ao andamento, como facas, colher e prato e até caixas de fósforos.


A reunião de todos esses elementos formam a marcação característica do samba brasileiro sendo acompanhados pelos instrumentos de cordas que fazem a chamada “cama”, a harmonia necessária que completa, junto com as vozes, a música.


o samba é um gênero musical com muitas possibilidades em termos de emprego instrumental, podendo contar até com outras classes de instrumentos como os de sopro e os não temperados, no caso dos violinos e violas.


A reunião de todas essas peças, não importando exatamente o número de componentes, tem mantido o samba por décadas como um dos ritmos mais apreciados pelos brasileiros, sendo, por isso, conhecido como referência musical característica do Brasil.

Be First to Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.